O Fartleck

13 mai 2015 | 1 Comentario | 529 visitas
O Fartleck

Um termo em alemão, que significa jogo de correr; entende-se como brincar de correr, etc. Desenvolvido desde 1930.

História
No interior da Suécia, os primeiros relatos são de que os corredores alternavam as velocidades somando o terreno em constante variável com os obstáculos naturais. Imagine uma corrida dessas num bosque.

Trabalhava-se o ritmo e velocidade do interessado, de acordo com sua disposição. É um treino que digo ser eficiente, apesar de duro.

Hoje em dia
O fartleck pode ser feito em qualquer lugar.

Recomendo que o leitor entenda que, naqueles dias; se um jogo de velocidade durante a corrida era feito em bosques onde o terreno é totalmente irregular e os participantes usavam os próprios obstáculos naturais para explorar suas habilidades, me faz crer que outro treinamento estava em jogo e sendo explorado, ainda que despercebido por 99% dos leitores: o raciocínio lógico.

E o que são obstáculos naturais? Raízes, troncos, buracos, lama, cipós, pedras, e toda a sorte de variações terrenas num bosque. O pior é que boa parte dos habitantes nas cidades grandes já se esqueceram que isso existe nos bosques e matas e também que um treinamento intensivo ou específico possa ser feito nestas condições.

Executando
Direto ao assunto, o interessado pode:

correr por “x” tempo forte e fraco, ou moderado e fraco, ou muito forte e fraquíssimo.
Usar metragens específicas e combinações em quilômetros. Por exemplo: 3km de corrida lenta e acelerar a cada 200 m o que falta para dar o próximo quilômetro seguinte (4km – 3 fracos e 1 forte)
Usar o mesmo raciocínio usando exercícios educativos de corrida e/ou somando com exercícios de força e resistência muscular.
Num grupo de corredores, um deles é a chave ou o objetivo; em que todos devem ultrapassá-lo em algum momento. A forma de como isso será feito é combinada antes de tudo.

Considero divertido; com ou sem música; na rodovia ou no matagal… é sensacional! O condicionamento muda para melhor. O interessado é que determina a velocidade; não está preso nem obrigado a estar numa velocidade que alguém impõe.

Eu, como professor de educação física prescrevo e prevejo altas possibilidades para qualquer um que se interessar nesse método de treinamento. As vezes um par de cronômetros ou usando só um e por ele traçar um raciocínio lógico faz toda a diferença de qualquer praticante de corrida, seja lá a condição financeira que estiver.

Pablo Pablo Antônio Gomes dos Santos

- Professor de Educação Física [Licenciatura & Bacharel - CREF nº 104671G-SP], Preparador Físico e Blogueiro; - Técnico em Brigada de Incêndio, Operador Logístico, Administração, SEBRAE; Integrante das Operações Especiais do Exército (PelOpEs 28BIB) de 2004 a 2005; - Corredor de rua há 8 anos (18 meias maratonas; 6 maratonas; 1 ultramaratona); - Federado pela CBAT - Reg. nº 7771.

Publicações de

    Uma resposta para “O Fartleck”

    1. Marcelo Campos disse:

      Show … gosto dessa modalidade de treino…. legal mesmo…

    Deixe uma resposta